ASSISTA SEM SAIR DAQUI

Loading...

sexta-feira, 29 de junho de 2007

A GRANDE VAQUEJADA DE BRASÍLIA

ELES COMPRAM VACA, VENDEM VACA E AVACALHAM O PAÍS, CUSTAM AO MEU,AO SEU, AO NOSSO BOLSO A BAGATELA DE R$ 11.000,00 POR MINUTO. TEM BEZERRINHO DE VACA PREMIADA (DIAMANTE), SENDO NINADO AO SOM DE BOI DA GRANA PRETA. ESTOU PENSANDO SERIAMENTE EM ENTRAR NA JUSTIÇA COM UM PEDIDO DE PENSÃO, AFINAL DE CONTAS O QUE SUAS EXCELÊNCIAS MAIS FAZEM ATUALMENTE É ME FUDER. EM TEMPO, ANTES QUE EU ME ESQUEÇA, MONTEM SRS. JOAQUINS E RENANS E MAIS SEUS PARES, MONTEM TODOS EM SUAS VACAS DOURADAS E VÃO PARA O INFERNO.

segunda-feira, 25 de junho de 2007

COMO TRABALHA ESSE POVO...

Publicada hoje na coluna do Ancelmo Góis, a notícia de que está tramitando na câmara um projeto para a legalização das rinhas de galo e de canários. É de autoria do Dep. Baiano Fernando de Fabinho (o nome já é esquisito, né não?) do DEM. Mas esse tipo de projeto me dá um certo conforto, de imaginar que o país anda tão bem, mas tão bem , que nossos nobres deputados não tem nada mais importante para se preocupar.

ABSURDO...

Fonte O GLOBO:

Felippe de Macedo Nery Neto,20 anos, ESTUDANTE DE ADMINISTRAÇÃO, Leonardo Andrade, 19 anos, TÉCNICO DE INFORMÁTICA, Júlio Junqueira, 21 anos, ESTUDANTE DE GASTRONOMIA, Rodrigo Bassalo, 21 anos, ESTUDANTE DE TURISMO, Rubens Arruda, 19 anos, ESTUDANTE DE DIREITO, cinco jovens de classe média alta, moradores de condomínios de luxo, provavelmente por não terem nada melhor para fazer, resolveram roubar e agredir uma empregada doméstica que aguardava a condução em um ponto de ônibus. Não bastasse a agressão covarde praticada por 5 homens contra 1 mulher, segue-se ainda a justificativa ainda mais covarde, vil e preconceituosa, “Pensamos que ela fosse uma prostituta”. Quer dizer que se fosse prostituta podia ser agredida?

Que espécie de gente é essa? Que formação tem esses jovens? Em que tipo de ambiente familiar eles vivem? Que posições ocuparão na sociedade essas pessoas no futuro e que comportamento terão?

Nos resta a indignação, de imaginar que gente bem nascida, que desfruta de oportunidades que provavelmente nunca teve a sua vítima por exemplo, possa ter esse tipo de comportamento, pior, possa ter ainda uma visão deturpada e preconceituosa ao ponto de imaginar que usando o argumento de que, pensaram tratar-se de uma prostituta, poderiam atenuar a situação. Mas lamentável mesmo será se, por poderem pagar bons advogados esses jovens acabem impunes, devemos nós cidadãos acompanhar tão perto seja possível o desenrolar dos fatos e cobrar uma punição que realmente possa servir de exemplo, ou fazemos isso ou corremos o risco de amanhã ou depois nos tornar vítimas do mesmo tipo de violência.


 
visitas
BlogBlogs.Com.Br